Fome emocional normalmente está relacionado com fome seletiva ou vontade seletiva, como dizemos. E sempre terá por trás um sentimento. Por exemplo após uma decepção ou um dia corrido no trabalho normalmente temos uma forma de nos recompensarmos, pois afinal de contas “não tive um dia fácil”, mas será mesmo necessário essa constante de se auto agradar? Primeiro precisamos identifique o problema ou sentimento e tente resolver, nem sempre conseguiremos resolver tudo na vida, talvez seja questão de adaptação. Pensem nisso!

Fome física é bem diferente de emocional. É aquela fome que comemos qualquer coisa. Sentimos aquela ronquidão, fraqueza, dificuldade de raciocínio, entre outros sintomas.

Entenderam a diferença?

Deixe uma resposta