NÃO QUERO FALAR EM 2 LITROS DE ÁGUA, OK?  

Você sabia que o corpo humano é formado por boa parte de água? Isso equivale por 75% do peso durante a infância e mais 50% na idade adulta. Através dessa informação podemos compreender o quão importante é à água para o bom funcionamento do organismo. Na ausência dela não sobrevivemos mais do que poucos dias. E quando o consumo diário de água é insuficiente algumas alterações negativas no funcionamento do organismo podem ser sentidas como dor de cabeça, indisposição, e o desenvolvimento de doenças, como cálculos renais e constipação (intestino preso).

Assim como a ingestão de alimentos, o consumo de água que necessitamos por dia é muito variável e vai depender de diferentes condições como: a idade e o peso do indivíduo, se realiza atividade física ou não, clima e a situação de trabalho.

Ao longo de 24 horas perdemos água por meio da transpiração, urina, fezes, lagrimas, secreções corporais, respiração e outras atividades do corpo que mantêm as funções vitais. Por isso, é mais importante criar o hábito de beber água ao longo do dia, desde a hora que acorda até próximo da hora de dormir, repondo aos poucos a perda. Importante ressaltar que ingerir uma quantidade de água pontualmente não é o indicado, devemos repor sempre ao longo do dia.

Se você faz parte do grupo de pessoas que diz não ter sede, provavelmente está se dando pouca atenção. Aprenda a observar e sentir o seu corpo,  fique atento as suas necessidades, ele o ajudará a identificar os primeiros sinais de sede, além de satisfazer à vontade do seu organismo.

Procure também avaliar a cor da urina, ela reflete o grau de desidratação no qual nosso organismo se encontra.

urina

cores da urina

 

 

 

 

 

Quando a alimentação é baseada no consumo de alimentos in natura ou minimamente processados têm alto conteúdo de água. Café e chá são praticamente 100% água. O leite e a maioria das frutas contêm entre 80% e 90% de água. Verduras e legumes cozidos, no vapor ou na forma de saladas costumam ter mais do que 90% em água. Após o cozimento, arroz, macarrão, batata, inhame, cará, mandioquinha, mandioca, feijão e lentilha têm cerca de 70% de água. O nosso tradicional e delicioso prato de feijão com arroz é constituído de dois terços de água. Quando a alimentação é fundamentada nesses alimentos e preparações é frequente que eles forneçam cerca da metade de água que precisamos ingerir.

Crie estratégias para cuidar da sua hidratação. Veja algumas dicas importantes:

  • Caso goste de sentir sabor, “Temperar” a água com gengibre ou hortelã ou pedacinhos de frutas, no copo ou garrafa, pode ser uma deliciosa opção;
  • Mantenha garrafinhas por perto, no trabalho, na faculdade, no carro, no lar (quarto, cozinha e sala);
  • Faça uma força tarefa com a família, colegas de trabalho e amigos para todos se ajudarem nesse movimento: “ beber água”;
  • Use o despertador do celular, coloque-o para vibrar ou tocar nos momentos que deseja beber água;
  • Use aplicativos;
  • Coloque bilhetinhos no computador ou espalhe pela casa.

Lembrando que final de semana também é dia de beber água.

Não transforme a vontade de criar o hábito de beber água em mais uma obrigação ou dever. Beber água faz parte do autocuidado, da valorização da vida. Tenha leveza para lidar com a sua vida, com o seu corpo e sua alimentação.

Conte comigo para o desenvolvimento de novos hábitos, agende a sua consulta!

Abraços

Mirelle Santos

Deixe uma resposta